Notícias

13/08/2018 - Notícias
Honda patrocina o Rally dos Sertões pelo sétimo ano consecutivo
por www.mundopress.com.br / Foto: : Fábio Davini - Dfotos

Maior fabricante de motocicletas do mundo, a Honda patrocina o Rally dos Sertões pelo sétimo ano consecutivo. A 26ª edição do principal evento off-road brasileiro será realizada de 18 a 25 de agosto, com largada em Goiânia (GO) e chegada em Fortaleza (CE). Pronta para defender a hegemonia entre as motocicletas, a Honda planejou uma série de ativações com o objetivo de marcar presença nas trilhas e nos bastidores da prova.

O Rally dos Sertões inclui 3.601 quilômetros de desafios por quatro estados brasileiros: Goiás, Bahia, Piauí e Ceará. A Honda utilizará a maior plataforma off-road do país para se aproximar ainda mais do público, dos consumidores e dos fãs da marca.

Dentro do programa de relacionamento REDRIDER, acontecerão viagens guiadas para a largada, em Goiânia, com grupos de clientes do Centro-oeste e Sudeste, e para a chegada, em Fortaleza, com grupos do Nordeste. Outra ação especialmente criada para proprietários da bigtrail CRF 1000L Africa Twin será o acompanhamento das nove etapas do Rally dos Sertões. Com um roteiro desenvolvido pela equipe do piloto sete vezes campeão da prova, Jean Azevedo, um grupo de 15 clientes e concessionários passará por todas as cidades da competição, sentindo o clima do rally.

Também estão programadas exposições e test drives com motocicletas e ações envolvendo a rede de concessionárias e jornalistas especializados.

“O Rally dos Sertões tem a motocicleta no DNA. Começou como uma prova para motos e ganhou muita expressão em todos esses anos de história. A Honda tem como filosofias o desenvolvimento de altas tecnologias para o setor de duas rodas e o forte apoio ao esporte, o que inclui o motociclismo off-road. Então, a parceria traz benefícios a todos os envolvidos”, comentou Marcos Paulo Monteiro, gerente geral Comercial e Marketing da Moto Honda.

“Enxergamos o Rally dos Sertões como uma ótima oportunidade para mostrar na prática a qualidade dos produtos desenvolvidos pela Honda e de proporcionar experiências únicas aos clientes, concessionários e profissionais da imprensa. As expectativas são ótimas”, continuou. 

A base da largada do Rally dos Sertões será o Autódromo Internacional de Goiânia, onde o público poderá conferir a apresentação de manobras radicais com motocicletas e quadriciclos do grupo Força & Ação - outra iniciativa da Honda. O show está marcado para o dia 18 de agosto, das 17h30 às 18h30, com entrada franca.

Roque Mendes, diretor comercial da Dunas Race, empresa organizadora do Rally dos Sertões, destacou que a prova também irá gerar muito conteúdo para as mídias sociais. "Todas as ações da Honda serão registradas e amplamente divulgadas pelas redes sociais da empresa, impactando ainda mais pessoas em todo o país que não poderão estar presentes em Goiânia ou na prova", concluiu.

Honda Racing - Campeã das motocicletas nas últimas três edições do Rally dos Sertões, a Honda Racing acelera para ampliar a hegemonia. A equipe conta com o heptacampeão Jean Azevedo, o maior detentor de títulos do Sertões em uma mesma categoria, e o vencedor de 2016 Gregório Caselani na classe Super Production. A dupla utilizará a moto Honda CRF 450RX.

Tunico Maciel, com a mesma motocicleta, acelera pela Production Aberta. Para completar, o piloto Júlio Zavatti, o Bissinho, três vezes campeão da classe Brasil - CRF230cc, está de olho em mais uma vitória na divisão exclusiva para o modelo nacional assinado pela Honda. Dário Júlio é o chefe da equipe Honda Racing.

Categoria Brasil-CRF230cc - A categoria Brasil-CRF230cc foi criada em 2015 para pilotos que competem com a motocicleta nacional da Honda. A classe é uma porta de entrada para os pilotos no Rally dos Sertões e o número de inscritos cresce a cada ano, por conta do baixo investimento de preparação e manutenção.

A Honda CRF 230F mostrou a sua qualidade nas últimas edições do Rally dos Sertões, sendo destaque diante dos modelos importados. Com o piloto Bissinho, a moto alcançou o quarto lugar da classificação geral, depois de ficar em sexto nas disputas de 2016 e em nono em 2015.